Razões de ser

  • O reconhecimento da mais valia de todo o trabalho que o Centro Lusitano desenvolve em prol da emergência de uma Nova Cultura;
  • A consciência das enormes dificuldades com que o CLUC se debate para a realização das suas actividades e, concretamente, para a publicação e difusão das suas edições;
  • O facto de o Centro Lusitano nunca ter criado uma estrutura de associados e quotizações, por não querer condicionar a quaisquer requisitos formais o acesso às suas actividades

levaram um grupo de amigos do Centro Lusitano a formalizarem a constituição do GRACL.

Resultado de imagem para flor de lotus